Pequenos ajustes que vão fazer a diferença no novo ano escolar

Artigo escrito para a B de Brincar por Oficina de Psicologia


O tempo passa depressa e as férias grandes já estão a terminar. Com o regresso das aulas à vista é tempo de preparar o novo ano. Muito mais há a fazer do que tratar da matrícula na escola, comprar os livros e material escolar. E que tal refletir sobre tudo o que no ano passado que não correu tão bem e que gostaria de melhorar?

Repensar as atividades extracurriculares
As atividades extracurriculares têm benefícios variados para estudantes de qualquer idade. Porém, é importante reavaliar as atividades tendo em conta a idade, temperamento, interesses, necessidades e tempo disponível do estudante. Por vezes a criança já não está interessada em praticar o mesmo desporto de há anos e gostaria de experimentar algo novo. Por outro lado, há crianças e adolescentes que têm o tempo tão preenchido que chega a ser desgastante. É importante ter em conta que para um desenvolvimento saudável, o seu filho precisa de tempo livre para simplesmente fazer o que apetecer no momento.

Organizar o estudo
É na altura das avaliações que tanto alunos como pais andam mais stressados com o estudo e preocupados com os resultados escolares. Mas, para as aprendizagens e rendimento académico satisfatórios há que preparar terreno desde o início do ano escolar. Por exemplo, faça um plano de estudo semanal, dividido por cores com a carga horária de estudo para cada disciplina, juntamente com as atividades extracurriculares e atividades domésticas e de lazer com a família. Desta forma, ajudará o seu filho a ser mais autónomo na organização do tempo.
Além disso, ajude-o a fazer um calendário mensal para que o seu filho organize melhor as suas tarefas escolares, conseguindo orientar-se na gestão das datas dos testes, apresentações orais e entrega de trabalhos escritos e evitando fazer tudo à última hora.

Melhorar condições de estudo
Para o estudo ser produtivo, é recomendado que o ambiente onde o aluno trabalha em casa seja calmo, confortável e com o mínimo de estímulos distratores possível, por isso, continuar a estudar na sala ou na cozinha com a televisão ligado não é recomendado. Tente criar dois espaços diferentes no próprio quarto: espaço lúdico e de descanso e um espaço de trabalho. No ano passado reparou que o seu filho tinha os brinquedos misturados na estante do material escolar? Ou que ter a tecnologia toda no quarto do seu filho era motivo de discussão frequente? Que tal alterar a disposição das mobílias do quarto dele para o tornar mais organizado e mais apelativo ao estudo? Não faço essas alterações sozinho. A opinião e ajuda do seu filho são imprescindíveis.

Novas rotinas facilitadoras na vida familiar
Por vezes, habituamo-nos a determinada rotina de horários e organização de tarefas. Contudo, fazer pequenos ajustes pode ajudar a vida familiar em casa, resultando num ambiente menos stressante e mais tempo livre para todos. Sente-se sobrecarregado com as tarefas domésticas e não dedica o tempo necessário a dar atenção à família? Sabia que a realização de tarefas domésticas desde tenra idade é benéfico para o seu filho? Experimentem fazer uma tabela e combinem quais as tarefas fixas que podem ficar a cargo do seu filho. De acordo com o novo horário escolar do seu filho, poderá ser benéfico alterar algumas rotinas familiares. Talvez seja mais fácil ser o pai a ir buscar à escola em determinados dias de semana, por exemplo.

Há sempre formas de tentar que o novo ano letivo corra melhor para toda a família! Para tal, reflitam sobre o ano anterior e decidam que ajustamentos são necessários. Só assim poderão dar o passo em direção a mudanças vantajosas.

Por Raquel Carvalho
Psicóloga Clínica - Oficina de Psicologia